Feito Criança no 7º Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre

credito: Adriana Marchiori

Estreia no Festival de Teatro de Rua de Porto Alegre, com cinco apresentações, uma nova experiência da Cia Rústica: Feito Criança – dança na rua. O desejo do corpo no espaço.

Dias: 08/04- Praça Japão – Boa Vista – 17:30

09/04- Praça Professor Silva Nunes/Ginásio Escola Liberato – Sarandi – 10:30

10/04- Largo Glênio Peres – 17h

11/04- Praça Alexandre Zachia – Cristal – 16h

12/04- Brique da Redenção – 15:30

Como podemos redescobrir o encantamento do mundo em tempos de violência e desencanto? O que pode um corpo antes de anos de condicionamento social?
Buscando colaborar no resgate do espaço público como lugar de convívio e afeto, Feito Criança propõe uma experiência de dança na rua, com coreografias desenvolvidas a partir da reinvenção dos movimentos de uma criança pequena. Para além da cópia formal, a proposta inspira-se no desejo do corpo em contato com o mundo. Um corpo que dança, deriva, procura, reage, descobre e está em constante relação.
Em meio à pretendida impessoalidade da paisagem urbana, sete bailarinos transitam em conjunto, compartilhando movimentos que buscam recriar o prazer, o jogo e a liberdade que compõem o exercício da criança na descoberta do corpo, do espaço, do mundo; assim como o possível prazer e potência do próprio repertorio dos bailarinos. Movimentos que desejam afetar, provocar intercâmbios sensíveis e impulsionar desejos de voo. A cena como estado de encontro entre artistas e público, entre a arte e a rua, entre o eu e o outro.
A proposta dá continuidade à investigação e criação sobre intervenção urbana e artes cênicas na rua desenvolvida pela Cia Rústica e por Patrícia Fagundes desde 2010, com Desvios em Trânsito e Cidade Proibida. Na busca constante do necessário diálogo entre teoria e prática artística, Feito Criança é parte de projeto de pesquisa atualmente desenvolvido na UFRGS pela diretora, pesquisadora e professora, intitulado Práticas de Encontro: a Ressignificação do Político na Cena Contemporânea.
Ampliando redes de relações, o projeto envolve um coletivo que incorpora artistas com repertórios diversos, celebrando a diversidade de referências e corpos, promovendo o intercâmbio entre Cia Rústica e Grupo My House, celebrando trocas e invenções.
Com Suzi Weber, Mônica Dantas, Marco Rodrigues, Jackson Brum, Ander Belotto, Di Nardi, Gabriela Chultz.
Conceito e direção: Patricia Fagundes
Coreografias, figurinos e trilha sonora: o grupo
Foto: Adriana Marchiori

Apoio: Coletivo de Dança Sala 209

Anúncios

Sobre ciarustica

Companhia de Teatro.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s